O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), e os vereadores Ricardo Diniz (PRTB), Genival Alves (PRTB), Estevão Aragão (PSDB) e Honorato Fernandes (PT) dialogaram, nesta terça-feira (02), com representantes da Defensoria Pública do Estado com o intuito de encontrar soluções para o aprimoramento do segmento de saúde de São Luís, especificamente o Hospital Municipal da Criança Drº Odorico Amaral, localizado na Alemanha.

O presidente da Casa avaliou a reunião como produtiva e afirmou ser um pontapé inicial para avançar na qualificação da saúde municipal.

‘’Estendo primeiramente meus parabéns à Defensoria por cumprir seu papel social de garantia os direitos do cidadão. Uma reunião como essa vai de encontro aos interesses da população e as pautas sugestivas que esta Casa possui; como o direito digno à saúde e principalmente à vida das crianças, geração futura da nossa cidade. A Câmara trabalhará na intenção de construir um plano de ação integrada em sintonia com a instituição na situação da rede hospitalar do nosso município’’, disse.

O encontro, que foi proposto pela Defensoria, e contou com a interlocução do vereador Ricardo Diniz, apresentou a situação da rede de proteção neonatal e infantil da capital.

‘’Estamos discutindo aqui vidas. Vidas essas que importam e precisam de atenção especial ainda mais quando posicionamos o público infantil nesse cenário que tanto necessita de uma rede de proteção à saúde e melhor qualidade de vida. Por isso, faz-se importante trazer essa conversa para a casa do povo que também têm muito a contribuir na perspectiva de políticas públicas no município e no Estado’’, destacou o parlamentar.

De acordo com o defensor público Davi Veras, titular do Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente e um dos responsáveis pela frente de trabalho, é preciso unir forças e traçar ações conjuntas com o legislativo em prol das demandas de saúde da cidade.

‘’Como instituição, viemos construir um diálogo eficaz e estratégico com a Câmara no sentido de identificar fragilidades no Hospital da Criança destinada aos neonatos, e assim, criar ações conjuntas com a Casa Municipal no propósito de possibilitar soluções prioritárias e de atenção necessária ao público infantil, que precisa desse tipo de serviço. O papel da defensoria aqui,é o de cumprir a justa garantia dos direitos a esses cidadãos’’, pontuou o defensor.

Algumas realidades administrativas inspecionadas pela Defensoria foram elencadas para traçar medidas resolutivas na unidade hospitalar, entre elas a eficácia do atendimento, insumos e infraestrutura do Hospital para assegurar comodidade e segurança aos pacientes.

Ao final da reunião, ficou definido um encontro futuro entre a Defensoria e o colegiado da Câmara Municipal para mapear as principais demandas prioritárias do Hospital da Criança, e assim, desenvolver ações práticas quanto às resoluções de suas áreas mais deficitárias.

Além dos defensores e vereadores, estiveram presentes servidores do Núcleo de Direitos Humanos; de Defesa da Criança e do Adolescente; Conselheiros Municipais de Saúde, representantes da sociedade civil; e da Ouvidoria da Defensoria Pública do Estado do Maranhão.