O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), garantiu apoio e participação do Poder Legislativo ludovicense na criação do Fórum Municipal Sobre Drogas.

A discussão acerca da criação do colegiado ocorreu nesta última quarta-feira (26), dia mundial dedicado ao combate às drogas, durante plenária promovida pelo Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas de São Luís (COMPOD/SL).

“A partir do momento que o poder público dá condições para que a criança e o adolescente tenham acesso a uma educação de qualidade, ao esporte e à cultura, está proporcionando três importantes vacinas no combate ao uso da droga, à marginalidade e outras mazelas que a gente presencia no convívio social atualmente”, afirmou o vereador.

No evento, realizado na Central Integrada de Alternativas Penais e Inclusão Social (CIAPIS), no bairro do Vinhais, Osmar Filho disse que fará questão de acompanhar de perto os encaminhamentos resultantes da discussão para que, no que couber ao Poder Legislativo, tomar as devidas providências. “Irei me empenhar, junto com os colegas vereadores, para propor meios efetivos no sentido de enfrentar o problema, trabalhando a prevenção, o combate e a ressocialização dos usuários”, garantiu.

Já atendendo a uma sugestão feita pelo delegado Joviano Furtado, coordenador de projetos no âmbito da administração estadual contra as drogas, Osmar Filho adiantou que acionará a equipe jurídica da Câmara para verificar se já há alguma lei no sentido de garantir a ressocialização de ex-usuários de drogas ao mercado de trabalho por meio de cotas e, neste caso, cobrar do Ministério Público que esta se faça cumprir.

“Caso não exista nada na legislação atual, darei início a um projeto de lei que garanta este benefício”, afirmou.

A presidente do COMPOD/SL, Dorian Azevedo, destacou a importância da presença do presidente da Câmara de Vereadores no debate, sobretudo porque, segundo ela, representa a disponibilidade do Poder Legislativo em estreitar relações com os Conselhos Municipais, espaços fundamentais de participação da sociedade civil na elaboração das políticas públicas.

“Isto é um estímulo para todos que militam em movimentos sociais e que estão vendo a Câmara Municipal de São Luís se aproximar”, comentou.